Blog da área de Ciência das Religiões (Grupo Lusófona)
.posts recentes

. Diplomatas de Israel proc...

. Papa Bento XVI resigna, d...

. Manuscritos destruídos sã...

. Opus Dei proíbe 79 livros...

. Ramo português da Igreja ...

. Ortodoxos russos e católi...

. Arqueólogos acreditam ter...

. Proibição da circuncisão ...

. Mulher atacada por ultra-...

. Calendário ecuménico Cele...

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

.Google Analytics
Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009
Abel Xavier acaba carreira e converte-se ao islamismo

Antigo internacional Explica a A BOLA porque abraçou uma nova religião. Faisal pode ser o seu novo nome.

Abel Xavier pôs fim a uma carreira de quase 20 anos ao mais alto nível. Em conferência de imprensa transmitida em directo por vários canais televisivos do Golfo Pérsico, anunciou, também, a sua conversão ao islamismo. «É um adeus emocionado e com a esperança de participar em algo muito gratificante numa nova etapa da minha vida», resume a A BOLA.

O antigo internacional português associou a sua despedida dos relvados a uma revelação surpreendente. No Emirado de Ras al-Khaimah, na presença de elementos da família real e de um imã, Abel Xavier anunciou o seu testemunho de fé e a participação num projecto humanitário cujo objectivo é beneficiar a vida de milhões em África. Em conversa telefónica com A BOLA, pouco depois de ter estado em casa do xeque Ahmed bin Saqr Al-Qasimi, irmão do príncipe regente, revelou que abraçou o Islão depois de um longo período de reflexão.

«Nunca falei disto, mas posso revelar que foi através do mundo muçulmano, que ultrapassei os períodos mais complicados da minha carreira. Em momentos de aflição, encontrei o conforto no islamismo», começa por dizer Abel Xavier. A experiência «muito marcante», em 2003, no Galatasaray, da Turquia, alimentou o interesse no Islão. «Lentamente, aprendi uma religião que professa a paz, a igualdade, a liberdade e a esperança. Alicerces em que me revejo. Só depois de um conhecimento profundo e de uma vivência intensa, tomei esta decisão. Gostava de agradecer à família real o carinho e afecto. Abraçaram-me e fizeram-me sentir especial», conta. Agora, Abel diz-se preparado para uma nova vida.

«Ao contrário do que as aparências podem fazer supor, sempre tive hábitos rigorosos e vou respeitar as regras do Islão. Mas o compromisso com Deus é privado», afirma. Uma nova vida, quase de certeza, com novo nome: «O xeque Taleb Al-Qasimi, que apadrinhou a minha conversão, gostaria que eu tivesse o nome de Faisal, em homenagem a um antigo rei.»

 

Fonte: A Bola Online

 

 

Sofia S.

publicado por Re-ligare às 14:29
link do post | comentar | favorito
|
.Google Analytics
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds